Pequenas empresas precisam de Comunicação Interna?

Vou começar este texto com outras duas perguntas:

1 – Qual a diferença entre um colaborador de uma pequena ou de uma grande empresa?

2 – Toda empresa, independente do seu porte, trabalha com uma estratégia, não é mesmo?

A comunicação interna é uma ferramenta estratégica responsável pelos relacionamentos dentro de cada empresa, contribuindo para o seu desenvolvimento organizacional. Colaboradores satisfeitos e bem informados geram grandes benefícios uma vez que contribuem para a melhoria continua da marca. Imaginem a situação: um novo cliente entra em contato com a empresa X em busca de um produto que será lançado em breve, porém a colaboradora que atendeu este cliente ainda não está sabendo sobre o lançamento e, mesmo sem intenção, perde este potencial cliente, que pode ou não ficar com uma imagem negativa sobre a empresa.

A existência de comunicação interna em pequenas empresas não só evita esse tipo de erro (ou outros), mas colabora com processos e decisões importantes. Além disso, não deve ter um investimento caro já que a quantidade de veículos (jornal, revista, boletim, comunicado, mural de recados, e-mail marketing, etc) tende a ser menor, pois o quadro de funcionários é pequeno. E mesmo em microempresas, é importante que este departamento seja implantado por um profissional da área de comunicação em parceria com a gerência e diretoria da organização.

Outros possíveis benefícios adquiridos com a Comunicação Interna são a diminuição dos ruídos de comunicação (normalmente nomeados como ‘rádio peão’, ‘rádio corredor’, ect) e maior desempenho/ produtividade dos colaboradores, pois colaboradores conscientes sobre o funcionamento e a importância dos processos entendem o a importância de ser eficiente.

A seguir, sugiro um vídeo capaz de apresentar o quão importante pode ser uma boa comunicação entre líderes e colaboradores, integrando a equipe e gerando a motivação para atingirem um mesmo objetivo.

Fonte: Blog Primeiro Marketing